Addendum

Carlos COELHO


EUROPEAN GROUP
EPP
COUNTRY
Portugal

NATIONAL GROUP
Partido Social Democrata

ATTENDANCE IN PLENARY SESSIONS +info
98%
269 out of 278 sessions attended (4 excused).

PARTICIPATION IN ROLL-CALL VOTES
96%
9898 out of 10211 votes during the mandate.

SITTING INFO
Proposal for a regulation of the European Parliament and of the Council amending Regulation (EU) 2016/399 as regards the rules applicable to the temporary reintroduction of border control at internal borders
Committee on Civil Liberties, Justice and Home Affairs

DATE:
Show Agenda
REFERENCE:
NUMBER:
MINUTES:
VOTES ON THIS SITTING:
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 23S
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 26
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 32
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 64
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 44
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 3
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 5
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 6
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 7
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 12
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Am 15
A8-0356/2018. Tanja Fajon - Proposition de la Commission


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0356/2018)
Temporary reintroduction of border control at internal borders

Schengen é o projeto de integração europeia mais prezado pelos europeus. Ironicamente, é também um dos sucessos que mais tem estado sob ameaça nos últimos anos, ainda que por fatores que lhe são exógenos. Como disse em diversas ocasiões, esta pressão sobre a área de livre circulação deve-se essencialmente à inação dos Estados-Membros, em particular no indissociável Sistema Europeu Comum de Asilo.
Como o Parlamento Europeu aprovou no meu relatório sobre o Estado de Schengen, não é na chamada “governança” de Schengen que reside o problema. Apesar de conter imperfeições, a verdade é que as fronteiras permanecem uma competência soberana dos Estados e sobre as quais apenas podemos – com realismo – almejar a dar um enquadramento europeu.
Este relatório da Deputada Fajon esquece este princípio fundamental. Aumenta o confronto com os Estados-Membros e parece ser apenas pretexto para a campanha eleitoral. Disse-o já quando foi votado o mandato para a negociação com o Conselho. E por isso também, como alertei então, as negociações saíram goradas. A relatora não consegui alcançar nada.
Por coerência, abstenho-me também agora, quando concluímos a primeira leitura.

Date issued: April 4, 2019