Addendum

Nuno MELO


EUROPEAN GROUP
EPP
COUNTRY
Portugal

NATIONAL GROUP
Partido Popular

ATTENDANCE IN PLENARY SESSIONS +info
90%
252 out of 278 sessions attended.

PARTICIPATION IN ROLL-CALL VOTES
83%
8596 out of 10253 votes during the mandate.

SITTING INFO
DATE:
Show Agenda
REFERENCE:
NUMBER:
MINUTES:
VOTES ON THIS SITTING:
A8-0054/2017 - Tadeusz Zwiefka - Vote unique
A8-0067/2017 - Stefan Eck - Approbation
A8-0134/2017 - Olle Ludvigsson - Vote unique
A8-0164/2017 - Agustín Díaz de Mera García Consuegra - Vote unique
A8-0161/2017 - Nedzhmi Ali - Vote unique
A8-0374/2016 - Lambert van Nistelrooij et Constanze Krehl - Am 40=41
A8-0374/2016 - Lambert van Nistelrooij et Constanze Krehl - Am 42
A8-0340/2016 - Mircea Diaconu - Am 13
A8-0291/2016 - Theodor Dumitru Stolojan - Am 2
A8-0008/2017 - Philippe Lamberts - Am 2
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Decision
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 25
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 26
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 29
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 30
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 32
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 8
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 3
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 38
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 4
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 5
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Am 6
A8-0150/2017 - Joachim Zeller - Résolution
A8-0160/2017 - Joachim Zeller - Résolution
A8-0125/2017 - Younous Omarjee - Résolution
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Décision
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 6
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 31
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 32
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 33
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 34
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 35
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 50
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 46S
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 47
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 24/1
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 24/2
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 43
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 10
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/1
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/2
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/3
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/4
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/5
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 1/6
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 3
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 11
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 12
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 25
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 2
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 52
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 53
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 54
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 53
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 57
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 64
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 16
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 26
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - § 91
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 19
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 55
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 22
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 56
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 57
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Am 5
A8-0153/2017 - Dennis de Jong - Résolution
A8-0131/2017 - Bart Staes - Résolution
A8-0136/2017 - Benedek Jávor - Résolution
A8-0151/2017 - Benedek Jávor - Résolution
A8-0144/2017 - Bart Staes - Résolution
A8-0141/2017 - Bart Staes - Résolution
A8-0122/2017 - Benedek Jávor - Résolution
A8-0142/2017 - Benedek Jávor - Résolution
A8-0140/2017 - Bart Staes - Résolution
A8-0149/2017 - Inés Ayala Sender - Am 2
A8-0149/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0147/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0143/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0075/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0145/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0081/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0087/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0093/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0079/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0082/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0086/2017 - Inés Ayala Sender - Décision
A8-0086/2017 - Inés Ayala Sender - Am 1
A8-0086/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0085/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0100/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0098/2017 - Inés Ayala Sender - Décision
A8-0098/2017 - Inés Ayala Sender - Am 9
A8-0098/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0106/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0101/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0127/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0084/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0099/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0130/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0115/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0128/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0124/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0118/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0105/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0116/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0126/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0111/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0129/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0107/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0146/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0137/2017 - Inés Ayala Sender - Am 1
A8-0137/2017 - Inés Ayala Sender - Am 2
A8-0137/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0148/2017 - Inés Ayala Sender - Résolution
A8-0103/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0094/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0113/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0109/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0083/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0108/2017 - Miroslav Poche - Am 1
A8-0108/2017 - Miroslav Poche - Am 2
A8-0108/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0096/2017 - Miroslav Poche - Résolution
A8-0138/2017 - Ulrike Rodust - Am 1
A8-0138/2017 - Ulrike Rodust - Résolution
A8-0080/2017 - Lola Sánchez Caldentey - Résolution
A8-0119/2017 - Maria Noichl - Résolution
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 5
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 6
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 8
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 10
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 11
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 12
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Am 14
A8-0121/2017 - Georgios Kyrtsos - Résolution
A8-0071/2017 - György Hölvényi - Résolution
RC-B8-0270/2017 - Résolution
B8-0273/2017 - Résolution


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0054/2017)
EU trade mark

A Comissão atribui, no contexto da Europa dos cidadãos, uma grande importância à simplificação e clarificação do Direito da União, a fim de torná-lo mais acessível e fácil de compreender pelo cidadão comum, o que lhe permitirá novas oportunidades e a possibilidade de beneficiar dos direitos específicos que lhe são atribuídos.
O objetivo da presente proposta consiste em proceder a uma codificação do Regulamento (CE) n.º 207/2009 do Conselho, de 26 de fevereiro de 2009, sobre a marca da União Europeia. O novo regulamento substituirá os diversos atos nele integrados. A presente proposta preserva integralmente o conteúdo dos atos codificados, limitando-se a reuni-los e apenas com as alterações formais exigidas pelo próprio processo de codificação.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0067/2017)
Minamata Convention on Mercury

A Convenção de Minamata sobre o Mercúrio (adiante designada por «Convenção de Minamata» ou «Convenção»), celebrada sob os auspícios do Programa das Nações Unidas para o Ambiente (PNUA), constitui o principal quadro jurídico internacional de cooperação e de medidas para controlar e limitar a utilização e as emissões antropogénicas de mercúrio e compostos de mercúrio para a atmosfera, a água e o solo. A presente Convenção estabelece um quadro para o controlo e a limitação da utilização e das emissões antropogénicas e libertações de mercúrio e compostos de mercúrio para a atmosfera, a água e os solos, com vista a proteger a saúde humana e o ambiente. Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0134/2017)
Hybrid mismatches with third countries

Os dispositivos de assimetria híbrida exploram as diferenças no tratamento fiscal de uma entidade ou instrumento nos termos da legislação de duas ou mais jurisdições fiscais para obter uma dupla não tributação. Estes tipos de dispositivos são generalizados e conduzem a uma erosão considerável da matéria coletável dos contribuintes sujeitos ao imposto sobre as sociedades na UE. Por conseguinte, é necessário estabelecer regras contra este tipo de erosão da matéria coletável.
A presente diretiva estabelece regras contra as assimetrias híbridas que envolvam países terceiros. Além disso, a presente diretiva visa as assimetrias híbridas que envolvam estabelecimentos estáveis, tanto no interior da UE como em relação a países terceiros, transferências híbridas, assimetrias importadas e assimetrias em matéria de dupla residência.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0164/2017)
Agreement on Operational and Strategic Cooperation between Denmark and Europol

O presente relatório diz respeito à consulta do Parlamento sobre o projeto de acordo de cooperação operacional entre a Europol e a Dinamarca.
A luta contra a criminalidade grave e organizada transfronteiriça e contra o terrorismo internacional no interior da União exige uma cooperação estreita e a partilha de dados entre os seus Estados-Membros.
A saída repentina da Dinamarca da Europol, sem uma transição suave para qualquer forma de associação entre a Dinamarca e a Europol, poderia conduzir a lacunas operacionais e reduzir a capacidade da UE de lutar eficazmente contra a criminalidade organizada e o terrorismo.
Assim, importa assegurar um nível suficiente de cooperação operacional entre a Dinamarca e a Europol, nomeadamente através do intercâmbio de dados pessoais relevantes e de informação classificada, sob reserva das devidas salvaguardas e da proteção dos dados.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0161/2017)
Annual report on the control of the financial activities of the European Investment Bank for 2015

O BEI está obrigado pelo Tratado a contribuir para a integração da União, a coesão económica e social e o desenvolvimento regional através de instrumentos de investimento específicos, como empréstimos, títulos de participação, garantias, mecanismos de partilha de risco e serviços de consultoria.
O BEI, a maior entidade pública de concessão de crédito à escala mundial, está presente nos mercados internacionais de capitais, propondo condições competitivas aos seus clientes e um quadro favorável de apoio às políticas e aos projetos da UE.
O BEI deve prosseguir os seus esforços no sentido de colmatar lacunas setoriais, de mercado e de investimento, bem como de investir em projetos e operações que proporcionem um verdadeiro valor acrescentado em termos de maior coesão económica, social e territorial na UE, um clima de investimento mais robusto, um aumento da taxa de emprego e o regresso do crescimento sustentável em toda a UE.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0374/2016)
Structural Reform Support Programme for 2017-2020

O objetivo geral do programa é contribuir para a realização de reformas nos Estados-Membros, mediante a prestação de apoio às autoridades nacionais competentes relativamente a medidas destinadas a reformar as instituições, a governação, a administração e os setores económicos e sociais, em resposta a desafios económicos e sociais, com vista a reforçar a competitividade, o crescimento, o emprego e o investimento, nomeadamente no contexto dos processos de governação económica, incluindo através de assistência destinada à utilização eficiente e eficaz dos fundos da União (artigo 4.º). Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0340/2016)
European Year of Cultural Heritage

O Ano Europeu do Património Cultural irá oferecer aos cidadãos europeus oportunidades para melhor compreender o presente através de uma interpretação comum e mais enriquecedora do passado.
Este programa irá estimular uma melhor avaliação dos benefícios sociais e económicos do património cultural e do seu contributo para o crescimento económico e a coesão social. Tal pode ser avaliado, por exemplo, em termos de promoção do turismo sustentável e da regeneração urbana. Irá realçar os desafios e as oportunidades associados à digitalização. Irá contribuir também para dar resposta aos desafios identificados, pela divulgação das melhores práticas em matéria de salvaguarda, gestão, valorização, governação, assim como de atividades de investigação e inovação. Serão realçados os avanços recentes em termos de inovação tecnológica e social no domínio do património cultural, bem como as iniciativas da UE nestes domínios.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0291/2016)
Union programme to support specific activities in the field of financial reporting and auditing

O mercado interno é uma das maiores realizações da União Europeia. A integração do mercado interno e o seu pleno funcionamento são condições indispensáveis para o êxito da estratégia Europa 2020 e a colocação da economia da UE numa trajetória de crescimento sustentável, a fim de ultrapassar a crise da dívida soberana e financeira que eclodiu em 2008. Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0008/2017)
Union programme to enhance the involvement of consumers in financial services policy making

Em 2007, a confiança dos utilizadores finais de serviços financeiros e, em especial, dos consumidores no domínio dos serviços financeiros foi abalada pela crise económica e financeira.
Por conseguinte, os legisladores europeus consideraram que as preocupações dos consumidores e de outros utilizadores finais dos serviços financeiros devem ser, sistemática e devidamente, tidas em conta, a fim de restabelecer a confiança dos cidadãos na solidez do setor financeiro.
O presente programa da União complementará a política dos consumidores da União em vigor. Ao contribuir para uma elaboração de políticas da União melhor informadas e equilibradas no setor financeiro e ao comunicar melhor com o público sobre a regulamentação financeira europeia, o presente programa contribuirá para restabelecer a confiança dos cidadãos no sistema financeiro europeu.
Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0150/2017)
Discharge 2015: EU general budget - European Commission and executive agencies

Todas as instituições europeias que dependem do orçamento da União Europeia têm que ser fiscalizadas, de forma rigorosa, pelo Tribunal de Contas e por todas as entidades com essa função.
É necessário aferir se os fundos comunitários estão a ser bem utilizados, se essas instituições estão a cumprir os objetivos delineados e se não existe desperdício de recursos.
De um modo geral, salvo raras exceções, a avaliar pelas fiscalizações conhecidas, podemos afirmar que as instituições em causa estão a utilizar de forma correta os fundos disponibilizados e a cumprir os objetivos propostos.
É nesse sentido o voto favorável relativamente ao relatório que dá quitação ao orçamento geral da UE - Comissão e agências de execução.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0160/2017)
Discharge 2015: Court of Auditors' special reports in the context of the 2015 Commission discharge

Os relatórios especiais do Tribunal de Contas fornecem informações sobre aspetos importantes relacionados com a execução dos fundos, que são, pois, úteis para o Parlamento no exercício da sua função de autoridade de quitação. Daí o meu voto favorável.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0125/2017)
Discharge 2015: EU general budget - 8th, 9th, 10th and 11th EDFs

Todas as instituições europeias que dependem do orçamento da União Europeia têm que ser fiscalizadas, de forma rigorosa, pelo Tribunal de Contas e por todas as entidades com essa função.
É necessário aferir se os fundos comunitários estão a ser bem utilizados, se essas instituições estão a cumprir os objetivos delineados e se não existe desperdício de recursos.
De um modo geral, salvo raras exceções, a avaliar pelas fiscalizações conhecidas, podemos afirmar que as instituições em causa estão a utilizar de forma correta os fundos disponibilizados e a cumprir os objetivos propostos.
É nesse sentido o voto favorável relativamente ao relatório que dá quitação ao orçamento geral da UE - 8.º, 9.º, 10.º e 11.º FED.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0153/2017)
Discharge 2015: EU general budget - European Parliament

Todas as instituições europeias que dependem do orçamento da União Europeia têm que ser fiscalizadas, de forma rigorosa, pelo Tribunal de Contas e por todas as entidades com essa função.
É necessário aferir se os fundos comunitários estão a ser bem utilizados, se essas instituições estão a cumprir os objetivos delineados e se não existe desperdício de recursos.
De um modo geral, salvo raras exceções, a avaliar pelas fiscalizações conhecidas, podemos afirmar que as instituições em causa estão a utilizar de forma correta os fundos disponibilizados e a cumprir os objetivos propostos.
É nesse sentido o voto favorável relativamente ao relatório que dá quitação ao orçamento geral da UE - Parlamento Europeu.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0131/2017)
Discharge 2015: EU general budget - European Council and Council

Todas as instituições europeias que dependem do orçamento da União Europeia têm que ser fiscalizadas, de forma rigorosa, pelo Tribunal de Contas e por todas as entidades com essa função.
É necessário aferir se os fundos comunitários estão a ser bem utilizados, se essas instituições estão a cumprir os objetivos delineados e se não existe desperdício de recursos.
De um modo geral, salvo raras exceções, a avaliar pelas fiscalizações conhecidas, podemos afirmar que as instituições em causa estão a utilizar de forma correta os fundos disponibilizados e a cumprir os objetivos propostos.
Face ao teor do relatório, voto favoravelmente o adiamento da decisão de dar quitação ao Secretário-Geral do Conselho pela execução do orçamento do Conselho Europeu e do Conselho para o exercício de 2015.

Date issued: April 27, 2017


WRITTEN EXPLANATION OF VOTE (A8-0136/2017)
Discharge 2015: EU general budget - European Court of Justice

Todas as instituições europeias que dependem do orçamento da União Europeia têm que ser fiscalizadas, de forma rigorosa, pelo Tribunal de Contas e por todas as entidades com essa função.
É necessário aferir se os fundos comunitários estão a ser bem utilizados, se essas instituições estão a cumprir os objetivos delineados e se não existe desperdício de recursos.
De um modo geral, salvo raras exceções, a avaliar pelas fiscalizações conhecidas, podemos afirmar que as instituições em causa estão a utilizar de forma correta os fundos disponibilizados e a cumprir os objetivos propostos.
É nesse sentido o voto favorável relativamente ao relatório que dá quitação ao orçamento geral da UE - Tribunal de Justiça da União Europeia.

Date issued: April 27, 2017